Políticas Globales

Café: Quadro “Oferta x Demanda” continuará justo pelos próximos 3 … – Investing.com Brasil


As incertezas dos efeitos do “El-Ninõ” na próxima safra brasileira 24/25 junto com os dados publicados pelo USDA* e pela OIC* continuam deixando o “mercado” muito volátil! O USDA* reduziu a safra brasileira 23/24 em -300 mil sacas mas ainda em +66,30 milhões de sacas (sendo +44,90 milhões de sacas do café tipo arábica e +21,40 milhões de sacas do café tipo robusta) x a previsão oficial da CONAB* em +54,36 milhões de sacas (+38,16 milhões de sacas do café tipo arábica e +16,20 milhões de sacas do café tipo robusta). O USDA* também reduziu a estimativa nas exportações brasileiras de -45,40 milhões de sacas para -43,90 milhões de sacas. Do lado “positivo” finalmente o USDA* ajustou os números para a produção do Vietnam reduzindo a safra 23/24 para +27,80 milhões de sacas x previsão anterior em +31,30 milhões de sacas. E o “estoque de passagem” caiu de +2,76 milhões de sacas para apenas +359 mil sacas! Ou seja, em apenas uma “canetada” o USDA* tirou do mercado do café tipo arábica + robusta -6,20 milhões de sacas!

CYBER MONDAY: Tenha mais desconto no plano bianual com cupom “investirmelhor”

Por outro lado, a OIC* estimou o consumo mundial na safra 21/22 em +175,60 milhões de sacas com crescimento para o ano safra 22/23 em +1,60% para +178,41 milhões de sacas! Considerando esse crescimento constante nos mesmos +1,60% ao ano para o ano safra 23/24, então o consumo mundial já estará superando nessa safra 23/24 os +180 milhões de sacas, em +181,26 milhões de sacas! E nos próximos 3 anos, “já na próxima safra 26/27” o mundo estará consumindo acima dos +192 milhões de sacas!

As estimativas para a produção total global 23/24 variam hoje entre +163 milhões de sacas e +173 milhões de sacas (basicamente uma diferença de +10 milhões de sacas levando em conta a diferença entre as projeções da Conab* x USDA* para a safra brasileira). Considerando os dados da OIC* no consumo global como “corretos”, então o déficit global para a safra atual 23/24 está oscilando entre -17,70 e -7,46 milhões de sacas!

Os famosos índices “estoque x consumo” e “estoque de passagem” continuarão críticos pelos próximos anos! Analisando essa “sopa de letrinhas” com atenção não tem como não “ficar/continuar” altista para os próximos meses! Segundo os dados do USDA* o índice “estoque x consumo” poderá ficar acima dos +10% e segundo meus dados / análises com os números da OIC* o índice poderá ficar abaixo dos +8% pelos próximos 3 anos, com o “estoque de passagem” voltando a ficar acima dos +10 milhões de sacas apenas a partir da safra 26/27!


Abaixe o App

Junte-se aos milhões de investidores que usam o app do Investing.com para ficar por dentro do mercado financeiro mundial!

Baixar Agora

Mesmo com os feriados da semana refletindo em menor liquidez (na segunda-feira tivemos feriado no Brasil e na quinta e sexta-feira feriado nos EUA) o Dez-23 trabalhou com uma amplitude de +2.000 pontos novamente! Iniciou a semana subindo praticamente +900 pontos e encerrando o dia com +695 pontos de alta @ +177,90 centavos de dólar por libra-peso. Nos 2 pregões seguintes o Dez-23 voltou a negociar na mínima da semana @ +174,50 centavos de dólar por libra-peso e na sexta-feira, mesmo com o “mercado” ainda em ritmo de feriado, voltou a negociar na máxima @ +181,00 centavos de dólar por libra-peso – encerrando a semana @ +178,65 centavos de dólar por libra-peso (fechamento sexta-feira anterior / mínima / máxima / mínima / máxima / fechamento respectivamente @ +170,95 / +170,00 / +179,60 / +174,50 / +181,00 / +178,65 centavos de dólar por libra-peso).

O spread “Dez-23 X Março-24” voltou a disparar chegando a negociar próximo dos -1.000 pontos! Novamente, se o “mercado” acredita na safra brasileira acima dos +66,30 milhões de sacas, com uma “oferta abundante” e com uma exportação acima dos +43,90 milhões de sacas então “por que o mercado continua invertido até o próximo vencimento Set-24”?

A exportação brasileira para o mês de nov-23 voltou a “normalidade” e deverá ficar entre +4,40 / +4,70 milhões de sacas (segundo a projeção dos dados publicados pela Cecafé* na última sexta-feira).

O “mercado comprador” continua “pressionando” o produtor a negociar com base já na tela de Março-24 ou aplicando um “desconto” ao redor dos -40 pontos! Com base no Dez-23 o mercado spot para o café arábica tipo 6 deveria estar sendo negociado acima dos +950 R$/saca. O mercado interno voltou a negociar ao redor dos +900 R$/saca para o café tipo 6 e entre +950 / +970 R$/saca para o café tipo “cereja descascado”. Para o produtor “queimar” -50 R$/saca temos 4 hipóteses: a) o produtor não sabe ou não se importa em fazer conta; b) o produtor não acredita nos números da Conab*; c) o produtor está precisando de dinheiro no curto prazo; d) o produtor não acompanha o quadro doméstico e internacional da “oferta e demanda”!

No curto prazo o Set-24 encerrou a semana @ 168,40 centavos de dólar por libra-peso e abaixo da média móvel dos +200 dias (@ +170,00 centavos de dólar por libra-peso). Próximo suporte importante agora @ +161,10 centavos de dólar por libra-peso.

O quadro “oferta x demanda” continua positivo porém hoje o “mundo global” está totalmente interligado e qualquer “espirro” nos juros americanos, uma nova guerra, uma “canetada” vinda de algum “líder maluco”, um novo bloqueio regional, uma nova pandemia poderá derrubar a demanda mundial pelo café!

Continuo acreditando na safra brasileira 23/24 abaixo dos +60 milhões de sacas, no consumo interno ao redor dos +21,50 milhões de sacas e na exportação brasileira total abaixo dos +40 milhões de sacas.

Para a próxima safra 24/25, com todo esse problema climático atual e ainda um inverno pela frente, muito cuidado com “vendas/travas” futuras comprometendo uma produção ainda incerta sem a compra de “seguro” (opção de compra call*).

Produtor, como sempre, proteja-se!

Teremos muita volatilidade nas próximas semanas / meses!

Produtor garantindo “um preço de venda” acima do seu custo de produção não quebra!

Boa semana a todos!






Source link

Ana Silva Cordero

Navegando por las corrientes de la información con pluma en mano y pasión en el corazón, soy Ana Silva Cordero, una Experta en Composición de Artículos que convierte ideas en historias cautivadoras. Mi paso por la Universidad Complutense de Madrid afinó mi pluma con el pulso de la sabiduría. Como una tejedora de palabras, mis escritos viajan desde las noticias internacionales hasta los entresijos de la política global, desde los engranajes de la industria automotriz hasta los horizontes de los medios digitales y, con una pasión que late en mi ser, hasta los compases de la música. Cada palabra es una pincelada en la tela de la autenticidad, entrelazada con la fibra de la transparencia. Únete a mí en este viaje donde las letras se convierten en emociones, donde la política mundial se entrelaza con la velocidad de la industria automotriz y donde los acordes musicales nos guían en cada página.

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button